terça-feira, 28/05/2024
À tribuna, em discurso, senador Cleitinho (Republicanos-MG). O parlamentar fala sobre redução de taxas e preços abusivos.

O senador Cleitinho (Republicanos-MG) defendeu a redução das tarifas cobradas pelas companhias de energia em todo o país. Em pronunciamento nesta quinta-feira (9), ele destacou que, mesmo com o reajuste anual do salário mínimo, os trabalhadores brasileiros vêm perdendo poder compra devido à majoração das tarifas, que têm superado a correção de seus proventos.

— Sabem por quê? Porque o trabalhador só fica por conta de pagar contas e, a cada dia, elas aumentam mais. Se a gente conseguir reduzir isso, o poder de compra dele aumenta. Então ele poderá comprar um carro; poderá passear no final de semana; poderá fazer uma compra digna de supermercado. É isso que a gente precisa pautar aqui, dentro do Senado, dentro do Congresso Nacional: reduzir esses preços abusivos que a população brasileira paga.

O senador também argumentou que , além de se reduzir o valor das taxas e impostos pagos pela população, é necessário baixar aqueles relacionados aos serviços básicos, que, ressaltou ele, aumentam de forma desproporcional aos ganhos dos trabalhadores. Em sua opinião, os consumidores estão pagando mais com tarifas e impostos do que com o consumo, o que caracteriza um “abuso”.

— Os governadores, com todo o respeito a eles, entraram com uma ação agora para voltar com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços [ICMS] na conta de energia, para você pagar mais caro. Tinham zerado isso, e agora entraram com essa ação, que o Supremo Tribunal Federal [STF] está julgando. E eu estou entrando com uma ação para barrar isso. E fiz um projeto de lei para a gente começar a tirar essas tarifas que são cobradas pelas companhias de energia na sua conta de luz.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)