sexta-feira, 14/06/2024
Agems premia criatividade de alunos e promove cidadania em concurso de educação ambiental

Quando lançou em setembro o concurso cultural “Saneamento para um futuro sustentável”, a Agems (Agência Estadual de Regulação), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação, não imaginava o tamanho da motivação, envolvimento e criatividade que os alunos da Escola Estadual Fausta Garcia Bueno iriam apresentar.

Na última terça-feira (5), depois de avaliação cuidadosa pela comissão julgadora, foram premiados os vencedores entre os 74 trabalhos inscritos, em dia de festa para a direção, professores e estudantes no bairro Coophasul, em Campo Grande.

Inovando, o concurso desafiou os alunos a produzirem cartazes e também conteúdo digital, aproveitando o interesse dos jovens por redes sociais. Os melhores trabalhos receberam como prêmio um notebook e um smartphone cada um, no total de seis premiações.

As peças digitais serão divulgadas nos perfis oficiais da Agems no Instagram, Youtube e Facebook, e nos perfis da Sanesul e da parceira público-privada Ambiental MS Pantanal, também apoiadoras do concurso.

“Foi um grande sucesso. Nos surpreendeu a quantidade e a excelência dos trabalhos. Mais de 70 alunos mostraram como eles pensam, como eles veem e como eles podem se comunicar sobre esse assunto tão importante. E no ano que vem nós vamos atuar ainda mais para termos um Estado verde, de referência em termos ambientais”, destacou o diretor-presidente da Agems, Carlos Alberto de Assis.

Premiação foi na Escola Estadual Fausta Garcia Bueno

Saneamento e Cidadania

“Temos que agradecer toda a dedicação dos alunos, o apoio dos professores, agradecer à SED e aos parceiros por acreditarem no projeto, e enaltecer muito à nossa equipe. Uma ideia que nasce pequena precisa desse apoio para crescer”, afirmou a diretora de Inovação e Relações Institucionais, Rejane Monteiro, anunciando que a partir de 2024 o concurso será levado para todas as escolas estaduais.

O concurso organizou os alunos em duas séries: uma formada pelos estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, AJA e Projovem; e outra pelas turmas do 1º ao 3º ano do Ensino Médio e EJA.

Em cada um desses grupos foram escolhidos os vencedores nas categorias: Vídeo para Rede Social; Arte Digital Estática para Rede Social; e Cartaz.

Foi apostando na ilustração de uma onça pintada em meio a vegetação pantaneira sul-mato-grossense que Isabelly Gonçalves,11 anos, ganhou como melhor cartaz. “Eu gosto de desenhar. Preparei o desenho e usei tinta. A ideia foi representar os animais que estão sofrendo no desmatamento”, ela define.

 Para Kelvin Daniel Godoy, 14, a vitória de melhor vídeo foi uma superação. “Eu tinha participado de um outro concurso e tinha perdido. A professora me falou ‘vai lá, dessa vez você ganha’, eu acreditei, e ganhei”, comemora.

Com o trabalho escolhido a melhor arte digital estática, Apholo dos Santos encarou o desafio de falar de um tema sobre o qual não está acostumado em sua rede social. “Eu gosto do Instagram, mas eu publico sobre jogos. Até agora não tinha criado nada sobre meio ambiente”, ele conta, comprovando o alcance da proposta educativa do concurso.

Premiação foi de concurso sobre educação ambiental

Preservar o presente, garantir o futuro

 Para a diretora de Saneamento Básico e Resíduos Sólidos, Iara Marchioretto, é inegável o sucesso da iniciativa, garantida pela união de esforços de toda a comunidade escolar, dos organizadores na AGEMS e parceiros, resultando em “trabalhos magníficos e com riqueza de detalhes” propostos pelos estudantes.

Em nome da direção da escola, a adjunta Erica Oliveira enalteceu o alcance da competição cultural e mostrou otimismo com o resultado educativo. “O projeto não objetivou apenas a criação, a inspiração e os prêmios. Em lugar mais importante está o despertar da consciência ambiental para a preservação ambiental, a nossa sobrevivência e a sobrevivência das gerações futuras”, disse.

Para o secretário de Educação, Helio Daher, o projeto demonstra o comprometimento da AGEMS em ir além da regulação. “A Agência extrapolou muros e, para além de suas funções, se tornou uma referência e uma inspiração, até provocativa”, elogiou.

A entrega dos prêmios contou com as participações do diretor de Engenharia e Meio Ambiente da Sanesul, Leopoldo Godoy do Espírito Santo; do presidente da Ambiental MS Pantanal, Paulo Antunes; e do diretor da escola, Marcos Vinicius Garcia.

Gizele Oliveira, Agems
Fotos: Divulgação/Agems